1 de novembro de 2016

RESENHA: Nunca Julgue uma Dama pela Aparência - Sarah MaLean (O Clube dos Canalhas #4)

Nunca Julgue uma Dama pela Aparência - Sarah MaLean

CONTÉM DOSE CAVALAR DE SPOILER

Uma batalha. É o que esse livro foi para mim. Levei um tempo para engatar a leitura por ainda estar chocada com a revelação sobre Chase. Ao mesmo tempo que eu desconfiei eu me vi não querendo estar certa. 

Afinal eu me apaixonei por Chase. Ele dentre os quatro canalhas era o que eu mais gostava, a personalidade forte e decidida, intrometida até. Torcia para que ele ficasse com Anna. Que reviravolta seria se um cara todo poderoso se apaixonasse por uma prostituta!

Duncan West. Tão sedutor que precisava achar um par. Cheguei a cogitar que fosse ele.O que no meu entendimento faria sentido para caramba, mas não é ele. Mas posso dizer que ao final da leitura nossa querida escritora está perdoada. Cada um terminou como eu queria, mesmo não sendo cada um quem eu realmente queria.

Anna / Georgiana / Chase. Passado o choque tudo se acerta. Em termos. É uma personagem muito boa. Bem construída, ao ponto de eu pensar que no fim ela optaria por manter em segredo sua identidade e mandar o Duncan pastar. 

O Duncan é sedutor até o último fio de cabelo, as descrições dele sendo comparado a Poseidon não ajudam os corações das moçoilas como eu. E olha que normalmente não curto loiros. Sou mais os morenos-tentação.

Claro que dá vontade de entrar na história e estapear o cara a cada momento em que ela deixa a verdade aparente e ele não se toca. Para um cara inteligente ele é meio burro. Mas aí vem a colocação de um dos sócios no final: "Acho que quando cortejamos as mulheres, elas sugam nossa inteligencia". Só isso para explicar o alto nível de retardo.

O final é meteórico. Uma saída bem melhor do que eu previa.
E o epílogo? Já estou com saudade do Anjo Caído.

ps: Só eu estranhei o irmão não ter aparecido?

Nenhum comentário:

Postar um comentário